sexta-feira, 25 de março de 2011

um pequeno probleminha,

Não estou reclamando, mas estou presa, não de não poder fazer nada, quase seria exagero, e sim de não poder decidir nada, ou talvez nem isso e seja talvez não conseguir dizer nada, expor minha opinião, dizer algo que eu queira ou não concorde, eu preciso arranjar uma solução logo porque isso gerará um problema, já vejo na 
minha cabeça ou tentar o quase impossível pra mim debater com ela.

         E se você tivesse 17 anos, quase 18 e nunca conseguiu conversar com sua mãe sobre algo que você queria e que fosse simples, mas tem medo, medo da sua reação, porque subitamente ela sempre decidiu  tudo por você?
Não é que ela seja má, pelo contrario, mas é que ela quer decidir por tudo e eu acabei criando certo medo,
Eu tenho medo mesmo quase sempre conseguindo tudo que eu quero.




Evitar a felicidade com medo de que ela acabe, é o melhor meio de se tornar infeliz.
Você já encarou o medo e disse “eu não me importo”?  (Pink

16 comentários:

Carolina Hermanas disse...

É díficil essa coisa da liberdade dada pelos pais.Eu , graças a Deus,sempre pude falar de tudo com a minha mãe.Mas é díficil quando não podemos ser as melhores amigas das nossas mães apenas porque elas querem nos proteger demais :/
Já tentou conversar com isso sobre ela? ~

-

Saudades daqui *_*

Juliana disse...

Me identifiquei muito com o texto, também sinto a mesma coisa, um pouco menos agora aos 20. Mas, até hoje muitos assuntos banais entre mãe e filha, eu nunca tive coragem de conversar com a minha mãe, e não é que ela seja má, assim como acontece com você. Já perdi muitas coisas, por medo de perder.

Beijos

Novembro. disse...

O medo é o sentimento que barra todas as expectativas de uma pessoa!

Ariana disse...

Eu não me sinto muito a vontade pra falar sobre certos assustos com a minha mãe, acho isso normal, apesar de as vezes me sufocar um pouco sabe.
Mas pensa direitinho, não tenha tanto medo.

Beijos

Camila disse...

Nada do que uma indireta nao leve ao assunto.

Maísa Guimarães disse...

quase nunca! mas tento triblar tudo isso pouco a pouco , o medo
saudades carol

Teca Eickmann disse...

ain, amiga, te adc!
Sim, eu tô mais feliz, sim. Só que confusa, ou assustada, sei lá.
Poxa, não sei se posso ajudar muito com isso de tomar decisões. Aqui em casa, somos todos criados para tomar uma atitude sozinhos. Independência é tudo por aqui. (Até por que, com tantos filhos, minha mãe não podia decidir tudo. .-.)
Olha, eu não sei como seria se eu não pudesse decidir o que quero. É a melhor coisa do mundo. Talvez sua mãe só aja desse jeito por que você nunca questionou isso. Talvez tenha chegado a hora. Força, amiga! Saudades. :*

Bill Falcão disse...

A gente passa por esses "probleminhas", sim! Ainda mais nessa fase da vida em que você se encontra, Carol. Depois melhora.
Bjoo!!

Daniela Filipini disse...

Você tem só 17 anos? ._.
Eu jurava que você tinha... Sei lá, 19, rs. Sempre te imaginei um pouquinho mais velha do que eu...
Sua situação não é fácil, é horrível quando alguém toma decisões em nosso lugar, sentimo-nos impotentes e infantis, e nem sei como lhe aconselhar, mas espero de verdade que dê tudo certo, que isso mude e fique tudo bem.

Tenho um carinho imenso por você.

Táxi Pluvioso disse...

O medo passa porque o tempo passa, (muito mais rápido do que pensamos), e depois, olhamos para trás, e dizemos: como foi possível não ter aproveitado melhor as coisas. Aproveite cada dia, porque a felicidade está nas pequenas coisas: no ligar a TV ou o MP3 ou abrir a janela do quarto. Adoro a maluca da Pink. boa semana

'-Kelly Viana' disse...

medo é ruim,crie coragem e coloque na mão de Deus que tudo dá certo..
bjoos

Anônimo disse...

Parece que passa pelo mesmo que eu. ): Tudo bem, acho que um dia conseguimos ultrapassar essa barreira.

Beijos

Táxi Pluvioso disse...

Só desejando bom fim de semana.

Camila disse...

Oii carol, muito frio aí? Ou não?
Obrigada pelo elogio lá (:
E também por me seguir no twitter .

bjoos

' disse...

Chutar o balde é sempre difícil, mas chega uma hora na nossa vida que querendo ou não, não dá pra continuar com a cabeça baixa. Comece as poucos, nada se muda de uma hora para a outra. Ela primeiro tem que entender que você cresceu, que você saiu do casulo e agora quer bater asas. Dê um passo de cada vez que essa é a melhor forma de conquistar o que queres!

Anjo Canhoto disse...

http://anjocanhoto.blogspot.pt/